La Mère Brazier, a estrela de Lyon

alta gastronomia
La Mère Brazier, a estrela de Lyon

Uma homenagem vibrante e atual às mães de Lyon.

"A ardente Brazier", já dizia o poeta Jacques Prévert a respeito dela. Aqueles que se interessam pela gastronomia de Lyon não podem deixar de mencionar Eugénie Brazier. Ela tinha 20 anos quando descobriu a culinária e 25 quando abriu sua primeira casa. Nunca se afastou dos fogões até completar 72 anos. Sendo a primeira mulher laureada com duas e três estrelas Michelin, ela encarna a excelência gastronômica de Lyon, e foi em sua casa que, um dia, um menino chamado Paul Bocuse foi admitido como aprendiz.
Em 2008, Mathieu Viannay, premiado como Meilleur Ouvrier de France 2004, sucumbe aos encantos dessa instituição e decide comprá-la. Traz-lhe um sopro de modernidade, sem deixar de respeitar a sua história e a decoração de época, conservando as cerâmicas dos anos 30, os pisos e janelões.

Com fidelidade e sensibilidade, o chef reinterpreta os pratos míticos da antiga proprietária, como o frango demi-deuil, a lagosta azul confitada com manteiga salgada, o suflê Grand Marnier ou a chou praliné à moda Paris-Brest. A chama Brazier foi reavivada, o que já lhe rendeu duas estrelas.

La Mère Brazier
12, rue Royale
69001 Lyon

Fone: +33 (0)4 78 23 17 20

http://lamerebrazier.com

Menus: 105 EUR, 130 EUR e 170 EUR