Muro dos Reformadores: imperdível

monumento
Muro dos Reformadores: imperdível

Uma página na história de Genebra está esculpida na rocha: o monumental Muro dos Reformadores conta a historia no não menos histórico Parque dos Bastiões.

Impossível visitar Genebra sem parar na frente do seu monumento mais famoso: o Muro dos Reformadores. Com cem metros de comprimento, cinco metros de altura, impõe-se ao olhar como a Reforma se impôs em seu tempo.

Apelidada de “Roma Protestante”, a pequena república de Genebra tornou-se sede europeia do Calvinismo no século XVI, a forma mais rigorosa do protestantismo. O Muro dos Reformadores homenageia este episódio que marcou a cidade e se enraizou nas mentes das pessoas. As estátuas dos quatro fundadores da Reforma, Farel, Calvin, Beza e Knox, encostadas às antigas muralhas da cidade, ficam majestosas no meio do elegante Parque dos Bastiões. Brilhante à luz do dia, iluminado à noite (não é à toa que o lema de Genebra é Post Tenebras Lux, “Após a escuridão, a luz”), o conjunto é protegido por uma bacia de água, lembrando a vala das antigas fortificações.

A estatuária, impressionante por seu rigor, é obra dos escultores franceses Henri Bouchard e Paul Landowski. É, inclusive, de Paul Landowski a escultura “Les Quatre Races” de frente para o Jardim Botânico, bem como o Cristo Redentor no Corcovado, no Rio de Janeiro.

Muro dos Reformadores
Promenade des Bastions, no Parque dos Bastiões
1204 Genebra

Fone: +41 (0)22 909 70 00