Rurutu e o balé das baleias

fuga
Rurutu e o balé das baleias

De julho a outubro, enormes mamíferos vêm se reproduzir ao largo desta ilha do arquipélago de Australes, um santuário propício a uma observação privilegiada dos cetáceos.

Como ela não tem nenhuma laguna, pode-se chegar à Rurutu facilmente pelo litoral. Dezenas de baleias-jubarte fazem daqui um destino privilegiado todos os anos, para se acasalar e dar à luz aos filhotes.
A ilha soube se preservar contra a poluição e manter uma atmosfera calma. Os mergulhadores tomam cuidado para não atrapalhar os cetáceos, que chegam a ter 15 metros de comprimento, mas a vontade de nadar com eles é mais forte. Um sonho que se torna realidade, observar a coreografia marítima desta espécie protegida e escutar seus cantos, na água ou nas plataformas preparadas especialmente para este fim. A emoção toma conta dos espectadores neste momento excepcional.