Descobrir Bolonha

Todo o charme de Bolonha voando com a Air France a partir de São Paulo, Rio de Janeiro ou outras cidades do Brasil

Além de ser considerada um dos pólos gastronômicos da Itália, percorra os mais de mais de 40 quilômetros de graciosas ruelas, onde o visitante passa por pórticos e construções medievais extremamente bem preservados.

Sua universidade, fundada em 1088, é a mais antiga da Europa, e formou grandes nomes Dante Alighieri.

Bolonha, cidade do saber e do paladar

Sede da universidade mais antiga do Ocidente, a cidade, de cerca de 375.000 habitantes, acolhe diariamente inúmeros estudantes do mundo todo, o que lhe confere um ambiente cultural e social extremamente dinâmico.

Bolonha, cidade universitária, é uma das mais agradáveis cidades italianas de se viver. Essa riqueza cultural que gira em torno da universidade lhe rendeu apelidos como Dotta (erudita), Rossa (com referência às suas telhas vermelhas e sua tendência política de esquerda comunista), e Grassa (a gordura) pela sua excelente cozinha.

Bolonha, centro artístico e cultural

Bolonha é um dos centros artísticos, culturais e culinários da Europa, com seu famoso molho à bolonhesa e sua lasanha criados nas cozinhas de seus prédios avermelhados. Mas as características que fazem da cidade uma das atrações mais desejadas da região vão muito além da culinária.

Graças à sua indústria, Bolonha conseguiu acumular inúmeras jóias arquitetônicas, dentre elas, seu centro histórico medieval, com suas ruelas cobertas e arcadas, suas torres, seus museus, palácios e igrejas. A cidade, que data de cerca de um milênio A.C, sempre foi um dos mais importantes centros urbanos da Europa ocidental. Sua estrutura urbana regular e muito bem preservada faz da cidade uma das referências urbanísticas da Itália, inclusive pela abrangência de seus canais e esgotos subterrâneos.

Para se encantar com esta cidade maravilhosa, descubra as ofertas especiais da Air France: hotel, carro, passeios, etc.

Além disso, o visitante pode desfrutar de excelentes restaurantes, as chamadas osterias, pequenas bodegas onde se come e se bebe muitíssimo bem.

Além disso, sua programação de eventos inclui um dos melhores festivais de jazz do continente.

Não deixe de visitar os principais pontos turísticos de Bolonha:

  • A Basílica de São Petrônio, a quinta maior igreja católica do mundo capaz de acolher cerca de 30.000 pessoas, é um edifício religioso gótico com mais de 130m de cumprimento e 50m de altura. Como a obra se estendeu por muito tempo, sua fachada nunca foi realmente concluída. O visitante pode descobrir em seu interior várias obras de arte e um magnífico relógio solar criado por Giovanni Domenico Cassini.
  • A Torre dos Asinelli, que serviu de fortaleza e de prisão, é uma das muitas torres inclinadas, símbolos da cidade. A recompensa por subir a mais de 90 metros os 500 degraus da sua bela escada de madeira é a vista panorâmica sobre os telhados vermelhos da cidade e as colinas verdes que se estendem no horizonte.
  • A Piazza Maggiore, antigo centro do poder político e religioso da cidade, é hoje uma das principais atrações de Bolonha, onde são organizadas reuniões, concertos e passeios noturnos. Construída no século XIII no intuito de oferecer à cidade um conjunto de edifícios destinados a eventos públicos, a praça Maggiore apresenta em seu centro a famosa fonte de Neptuno, um dos cartões postais de Bolonha.
  • O Palazzo Re Enzo: criado em 1244, o Palazzo Re Enzo foi a residência do filho do imperador Frederico II. No primeiro andar, o visitante poderá descobrir a formidável coleção de armas e máquinas de guerra do exército de Bolonha; no segundo, encontra-se a impressionante Sala del Trecento, onde eram realizadas as sessões dos conselhos populares.
  • O Palazzo del Podestà: ao lado do Palazzo Re Enzo, não deixe de visitar também o Palazzo del Podestà, primeira sede do governo do cidadão. Sua torre é ornamentada com um sino, o Campanazzo, que toca em ocasiões importantes. Conheça também a loja de conveniência do palácio que se situa em suas impressionantes abóbadas. A fachada foi restaurada em estilo renascentista por Giovanni Bentivoglio.

Para obter informações sobre Bolonha acesse: