Preparar sua viagem para Singapura

A companhia aérea Air France oferece semanalmente voos frequentes para Singapura, com conexão por Paris. Nosso parceiro KLM oferece também voos, fazendo escala por Amsterdã.
Se você comprar uma passagem aérea barata para Singapura, você fará conexão no aeroporto Paris-Charles de Gaulle e, após treze horas de avião sem escala, pousará no aeroporto de Changi, em Cingapura, situado a 20 km para o nordeste de Singapura, cidade-estado da Ásia Oriental, ao sul da Malásia. Para chegar até a cidade, você pode ir de táxi, de trem (30 minutos) ou de ônibus (55 minutos).
No local, você vai dispor de excelentes transportes públicos (ônibus e metrô), sem contar que o táxi não é muito caro. Se você quiser alugar um carro, você pode consultar nossa lista de parceiros e aproveitar de suas tarifas vantajosas. Para dirigir, é preferível ter uma habilitação internacional ou uma tradução da sua habilitação nacional.
Para entrar em Singapura, você precisa de um passaporte em curso de validade; informe-se na embaixada ou no consulado sobre as formalidades de entrada e estadia no país.
A moeda local é o Dólar de Singapura (SGD). 1 SGD valent 1,80 BRL.
Os únicos fatores para definir qual o período de sua ida a Singapura são o preço da passagem aérea e suas disponibilidades, já que o clima (quente e úmido), não varia ao longo do ano.

Singapura, tigre econômico e financeiro

Comprar uma passagem aérea para Singapura vale muito a pena! Singapura é uma cidade-estado composta por 64 ilhas, que ocupam um total de 647,8 km² apenas. Mesmo assim, sua população chega a 5 milhões de habitantes. É uma população muito diversificada, composta principalmente por chineses, além de malaios, indianos e imigrados europeus. Assim, as línguas oficiais são o inglês, o mandarim, o malaio e o tâmil. Singapura se divide por distritos, não raro caracterizados por uma etnia, como no caso da Chinatown ou da Little India.
Posto comercial britânico fundado em 1819, Cingapura ficou famosa por seu sucesso econômico espetacular e o incrível crescimento que vivenciou desde sua independência em 1965. A cidade-estado faz parte dos "quatro tigres asiáticos", que reúnem também a Coréia do Sul, Hong Kong e Taiwan. Singapura se tornou uma plataforma comercial e financeira entre a zone do Pacífico e a Europa.
Singapura é um modelo econômico e faz parte dos países com menor taxa de criminalidade.

Singapura: compras, culinária e jardins

Se você for marcar um voo para Singapura , saiba que os dois pontos fortes de Singapura no quesito turístico são a culinária, reflexo da diversidade cultural do país, e as compras, com grandes shoppings (muitas vezes de luxo), que marcam presença em muitos bairros, ao longo de Orchard Road, por exemplo. Ainda bem, alguns setores escaparam dessa regra, como o Little India, repleto de restaurantes típicos, de vendedores de guirlandas de flores e de mercados de frutas e legumes. É um bairro que está sempre muito animado.
Por sua vez, o Chinatown é um bairro de ruazinhas estreitas e shophouses (casas-lojas), que foi quase inteiramente restaurado e, hoje, é repleto de restaurantes descolados e hotéis charmosos. Há vários templos neste bairro.
Além do mais, apesar de sua incrível densidade, a metade da área de Singapura está ocupada por espaços verdes, com 50 grandes parques e quatro reservas naturais. O jardim botânico, em particular, vale a visita, com seu lago de cisnes e sua floresta tropical úmida.
Singapura possui também belos museus, tais como o Museu das Civilizações Asiáticas, o Museu Nacional ou o Museu de Belas Artes.
Resumindo: Singapura não se atém ao simples clichê de monstro econômico…

Para obter mais informações sobre Singapura :